Poemas

“O poeta carinhoso”, um poema de Kalew Nicholas

a Liota Trog 

Sua mão reticente pairou beija-flor
sobre o néctar das teclas;
fez flores surgirem dos fios
com as mãos arpejando nas mechas cacheadas.
A voz, exaurida, inda erguia colunas 
— esculpia sorrisos, compunha risadas —
e cada uma das tantas palavras
reverbera, feito passos tão firmes
que marcam um mapa na seca calçada.

O que gravar em seu epitáfio? 
Como sorrir de novo à mesa?
Rubens Trog não via o copo meio vazio.
Hoje, deixou sua casa meio cheia.

Curitiba, PR
15/11/2021

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *